Topo da página.

Fale Conosco

Conteúdo Principal.

O Sítio do Bagre!

Matéria publicado no Jornal Rota 190 em 12 de Maio de 2016

Publicado por Sargento Veiga no dia

Em 1743 foi concedida a André de Morais uma sesmaria onde ele morava, na região denominada Bagre. Tendo como seu sucessor o Padre Félix Ferreira da Rocha onde possuía fazenda, mais tarde em 1762 o referido padre construiu uma capela com invocação de Nossa Senhora da Piedade, fez-lhe dote de meia légua de terra que ficava na mesma fazenda, às margens do Riacho do Bagre.

Nossa Senhora da Piedade é a invocação sob a qual se venera a Mãe de Deus numa das últimas estações da “Via Crucis”, quando Jesus Cristo, descido dos braços da cruz, é colocado nos seus braços maternos. A iconografia completa é descrita pelos maiores entendidos desta arte de representar por meio de imagens, e entre eles citamos o perito Vittório Lanari.

Em Lisboa a Irmandade de Nossa Senhora da Piedade tinha por finalidade visitar os presos, acompanhar os criminosos ao patíbulo e enterrar os mortos.

O culto foi trazido para o Brasil pelos portugueses, enquanto os bandeirantes o introduziram em Minas Gerais.

Na Paróqui de Felixlândia podemos contemplas a peça atribuída ao mestre Aleijadinho por volta de 1783, que o compósito chamou de “gênio dado a arte da escultura”.

Nossa Senhora da Piedade foi declarada Padroeira de Minas Gerais, aos 31/07/1960, por sua Sentidade o Papa João XXIII.

Fonte: Livro: “Nos tempos do padre Corvelo”

Escreva um comentário